segunda-feira, 18 de novembro de 2013

SinalizeWeb Participa do Joomla Day Rio

Feriado reuniu desenvolvedores e profissionais da web envolvidos com o CMS para trocar experiências e divulgar novidades. Descubra como foi

O Joomla Day 2013, evento que reúne profissionais de Joomla! de diversas áreas, fez do feriado uma ótima oportunidade de atualizar conhecimentos e fazer networking. O encontro aconteceu durante os dias 15 e 16 na Faculdade Gama e Souza, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.


 Participantes do Brasil inteiro e do mundo trataram das principais novidades sobre o CMS, inclusive do que diz respeito aos nichos tecnológicos governamentais de diversos países. Os palestrantes pontuaram vantagens em optar pela plataforma para projetos web, como a flexibilidade, estabilidade, sgeurança, código MVC, suporte a bancos de dados (como SQL Server, Oracle, entre outros).

 O evento reuniu cerca de 90 pessoas da comunidade deste software livre que puderam debater questões profundas sobre o setor com docentes da UERJ, Gama e Souza, PUC, entre outras instituições. Além das palestras mais técnicas, o encontro ainda contou com uma rodada de empreendedorismo para espalhar as novidades do mercado tecnológico e empresarial. Uma boa chance para quem quer colocar ideias para fora do papel.

 Perdeu o Joomla Day? Não se preocupe! A comunidade está sempre disposta a discutir as tendências para o CMS - Veja Mais: http://revistaw.com.br/blog/o-que-rolou-no-joomla-day/#sthash.aJU3GLS4.dpuf


www.sinalizeweb.com.br

terça-feira, 30 de julho de 2013

Segunda edição do Índice de Confiança do Varejista no Comércio Eletrônico


A segunda edição do índice de confiança do varejista no comércio eletrônico traz alguns resultados surpreendentes no que tange as expectativas dos varejistas em relação aos investimentos para os próximos três meses. A pesquisa realizada para do segundo trimestre de 2013 (T2), dá continuidade ao que foi realizada do período de 26 de Junho ao dia 17 de Julho, contou com a participação de mais de 90 varejistas virtuais que responderam as questões relacionadas ao tipo de negócio, a intenção de investimento e ao tipo de investimento que pretendem realizar.
O primeiro indicador do índice que foi analisado apresenta qual categoria o negócio de e-commerce pertence. Houve um aumento do número de Redes Varejistas que participaram da pesquisa, com um crescimento de 12% em relação ao trimestre anterior (T1 em relação a T2), o que fez com que este perfil representasse quase a metade do total de respondentes. Por outro lado, os participantes pertencentes à categoria Marcas e Indústrias caíram 3,6 pontos percentuais.




Figura 1: A qual categoria de E-commerce seu negócio pertence?
O segundo indicador, que trata da expectativa de investimento dos varejistas para os próximos 3 meses, apresentou uma ligeira perda de confiança em relação ao aumento do volume de investimento, passando de 75% no primeiro trimestre para 69,2% no segundo trimestre. Porém houve um aumento de 24% em relação a manter o volume de investimento e uma redução de 1,3 pontos percentuais com relação a diminuir os investimentos no e-commerce.
Pode-se observar que o principal fator que influenciou na queda de confiança veio das Redes de Varejistas, que apresentaram no primeiro trimestre uma expectativa de aumentar o investimento da ordem de 85,7% e no segundo trimestre de 69,7%. Todavia, as Redes Varejistas não demostraram interesse em reduzir o investimento, e sim manter o volume atual. As demais categorias de empresa como Pure Players e Marcas e Indústrias, mantiveram praticamente constantes sua expectativa de investimentos.

Figura 2: Qual a expectativa de investimento em E-commerce nos próximos três meses?
Parte desta queda pode ser explicada devido à pesquisa ter sido realizada no período dasmanifestações que paralisaram o Brasil durante a Copa das Confederações, que afetaram diretamente o varejo de lojas físicas em detrimento a Varejistas Online e Marcas e Indústria. Este fator pode ter levado ao maior pessimismo em relação ao investimento futuro, e consequentemente o resultado da pesquisa. Outro ponto que pode ser relacionado à queda na confiança é o fraco desempenho que algumas empresas de comércio eletrônico vêm apresentando, com resultados abaixo do esperado. Além disso, a expectativa que o PIB deste ano tenha um crescimento menos acelerado também pode ter afetado o resultado.
Todavia, interessante notar que apesar da queda, a expectativa de aumentar o volume de investimento no negócio de comércio eletrônico continua alta para todas as categorias de empresas avaliadas, sendo que as empresas da categoria Marca e Indústria mantiveram a expectativa superior a 75% para incremento do valor investido para o comércio eletrônico.
Finalmente, com relação às quais são as prioridades que as empresas de e-commerce consideram como as mais importantes para investir nos próximos meses, pode-se notar uma queda significativa de 61% com relação ao investimento em Mídias Sociais, que passou da primeira para a terceira posição na ordem de prioridade. Email Marketing manteve praticamente estável a intenção de investimento com mais de 50% dos respondentes avaliando que este canal será um importante foco de investimento nos próximos meses e assumindo como o fator mais importante para o e-commerce. Em segundo lugar, aparecerem os investimentos em Plataforma e Tecnologia, que representam 41,8% das intenções. Web Analytics apresentou uma queda significativa passando de 47,6% para 30,8%, uma tendência que vai contra os padrões de mercados mais maduros. Por outro lado Mobile Commerce apresentou um crescimento significativo, mostrando que as empresas de e-commerce estão cada vez mais atentas a este novo paradigma de padrão de comportamento dos usuários e consumidores. Contudo, a Integração Multcanal, apresentou a queda mais acentuada na intenção de investimento de um trimestre para o outro, chegando a apenas 18,7%. Esta característica possivelmente é puxada pelas dificuldades operacionais que a maior parte dos varejistas encontra ao implantar tal solução, que deve ser minuciosamente planejada antes de sua execução.


Figura 3: Qual são suas prioridades de investimento durante os próximos três meses?
Nota-se também um aumento considerável de empresas que optaram por não investir em nenhuma solução nos próximos três meses, corroborando com o indicador da questão anterior que mostra a queda da intenção de aumento de investimento e o aumento das empresas que pretendem manter o volume atual.
Em suma, pode-se observar que o comportamento e as expectativas em relação às diferentes categorias de empresas permanece diferente, e de forma mais acentuada entreRedes de Varejo e Marcas e Indústria. Além disso, pode-se concluir que o investimento no e-commerce ainda é observado pelas empresas como algo promissor, porém deve-se estar atento para os resultados das próximas análises, pois se a tendência de queda nos investimentos se confirmar pode haver impacto negativo no setor.

Fonte: Gabriel Lima é Graduado em Publicidade & Propaganda pela ESPM e Mestre em Administração de Empresas pelo Insper com ênfase em estratégia. 

www.sinalizeweb.com.br

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Sinalizeweb participa de evento no Google

Hoje a Sinalizeweb e demais agências certificadas participam de evento na sede do Google em São Paulo.
O evento trata de capacitar as agências para que possam ajudar os clientes a alcançar o sucesso on-line.
Muitas novidades vem por aí!
Sinalizeweb Agência de Marketing Digital que traz sucesso para seus negócios!
Consulte-nos e comprove.
Vejam as fotos do evento:





 

www.sinalizeweb.com.br

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Como vender na internet


Para vender pela Internet você não precisa de conhecimento em informática, nem mesmo dominar o segredo das redes sociais e muito menos ser um especialista em e-commerce. Para você vender pela Internet o mais importante é dedicação. Ou seja, quanto tempo você está disposto a investir no projeto de sua Loja Virtual.

Esta lição é particularmente importante para os novos empreendedores no “mundo virtual”, muitos dos quais têm pouco de perspectiva sobre o nível de esforço necessário para que uma loja venda pela Internet. Não estamos falando de tecnologia, essas já estão bastante maduras, mas a dedicação ao negócio online.

Uma Loja Virtual não é muito diferente de uma loja física, de rua. A grande vantagem é que ela está instalada na maior avenida do mundo, a Internet.

Escolhida a plataforma de Loja Virtual, monte as páginas dos seus produtos de forma muito clara e objetiva. Lembre-se, você terá alguns segundos para conquistar a atenção do seu cliente. Tenha boas fotos dos produtos e descrições caprichadas.

Disponibilize canais de comunicação com os seus clientes (telefone, e-mail, chat etc.) e responda rápido. Esse pode ser um diferencial de uma pequena Loja frente às grandes MegaStores.

Esteja atento com a entrega dos produtos, não prometa prazos que não pode cumprir. Informe de forma muita clara o passo a passo da entrega do produto (aprovação de crédito, despacho, correios etc.).

Lembre que uma loja, de rua ou virtual, precisa de visita de clientes para vender. Não adianta montar uma loja virtual, se você não tiver um plano de divulgação. Todo dia você deve pensar em ações para ter visitantes em sua Loja Virtual. Pode começar com campanhas por e-mail (e-mail marketing). Se você já tem base de clientes, comunique-se com ela. Informe sobre ofertas e promoções, dê vantagens para quem compra na sua Loja Virtual. Use seu relacionamento nas redes sociais para divulgar sua Loja e produtos.

Quando for fazer anúncios pagos, recomendamos buscar apoio profissional para não jogar dinheiro fora. Uma campanha bem montada gera a quantidade de vendas considerando o quanto você está disposto ou pode investir. Acompanhe os relatórios e veja quais ações dão resultado. Não tenha medo de testar. O processo de vendas é um eterno teste.

Então, você fez a venda, e agora você está planejando maneiras de seduzir o próximo cliente. Antes que você pense sobre isso, descubra como você faz para que um mesmo cliente volte a comprar na sua Loja.

Um simples e-mail follow-up pode ser tudo o que precisa para fazer um cliente comprar de você novamente e novamente. Mostre interesse pela satisfação do cliente, ofereça novos produtos ou complementares a sua última compra.

Envie e-mails para lembrar os clientes que você ainda está por perto. Se você vende sabão e sabe que a duração média de tempo que leva para usar uma barra é de duas semanas, verifique se está desencadeando um e-mail, duas semanas depois a um cliente que comprou uma barra de sabão com um lembrete para comprar novamente. Se você tiver um cliente que sempre compra chocolate escuro de sua Loja, mande chocolate escuro de presente pelo seu aniversário.

Lembre-se de dar aos clientes a oportunidade de “opt out” de seus e-mails. Ou seja, respeite se ele não quiser mais receber seus e-mails.

O Planejamento e construção de uma boa Loja Virtual pode ser desafiador, mas a recompensa será o aumento de vendas, maior relacionamento com os seus clientes e lucro para seu negócio.

www.sinalizeweb.com.br

quinta-feira, 23 de maio de 2013

As novidades do Email Marketing 3.0 e os erros antigos


1º Base de dados

NUNCA, mas NUNCA compre base de dados, CDs com e-mail ou qualquer outro pacote de sucesso que
contenha e-mail para você disparar, resumindo no português claro, você esta comentando a maior “cagada” de sua campanha ao comprar esses matérias.

Podemos dizer que sua base  é o coração da sua campanha, você pode ter as melhores tecnologias se sua base não for de boa qualidade e adquirida de forma correta, via opt-int ou double opt-int não irá adiantar nada.

2º Segmentação

Enviar grandes quantidade de e-mails requer uma infra-estrutura capaz de suprir essa necessidade,  com a escassez do IPV4 no mundo, se torna cada vez mais difícil as empresas de e-mail marketing oferecerem grandes quantidades de ips. Limitando os disparos  e aumentando as  barreiras dos provedores de e-mails como Gmail, Yahoo, Hotmail.

Você precisa segmentar sua base de dados, de preferência com histórico de navegação, interação com campanhas anteriores e ou interesses de seus usuários. Hoje há diversas maneiras  simples e barata de se fazer essa segmentação.

3º Conteúdo, Assunto é Html

Faça um conteúdo atraente, que desperte curiosidade na pessoa que recebeu a visitar seu site pelo e-mail recebido, de preferência segmentado e de acordo com os interesses dele.

Mescle Texto com Imagens, dê prioridade nas informações relevantes, não adianta querer ganhar Cannes na criação do e-mail, tente ser direto.

Alinhe o assunto de acordo com o conteúdo, nunca saia do foco, não divulgue, “Você ganhou uma TV” e quando o usuário abre seu e-mail, esta lá, 200 TVs a venda, provavelmente se o assunto não ser coerente com o conteúdo você ganhará diversos Opt-Outs.

Uma das partes mais complexas para muitas empresas é a criação do HTML, existe diversos sites, validadores para auxiliar nessa parte, se não tem conhecimento profundo procure ajuda ou uma empresa especialista.

4º Nós temos a ferramenta certa para disparo de e-mails!

De preferência, escolha a ferramenta que te mostre a reputação dos IPS que serão utilizados para disparar suas campanhas, funcionalidades de segmentação por interesse dos contatos, higienização dos e-mails inválidos e relatórios analíticos que serão úteis para você otimizar seus disparos.

Você não precisa de uma ferramenta que aceite comandos por voz, limpe sua casa e te faça dormir, não se deixe levar por promessas encantadoras desses funcionalidades e concentre-se no primordial.

Agora sim as novidades.

HTML  Responsive.

Com o aumento dos tablets e celulares, aumentou muito as pessoas que lêem  e-mail nestes dispositivos o Html Responsive é a adaptação que os principais provedores e programas de e-mail já interpretam, adaptando o conteúdo de acordo com a tela do usuário, assim ele consegue ver corretamente seu e-mail e posteriormente interagir com ele.

Vídeo dentro de e-mail marketing

Pense em duas mídias muito poderosas unidas, o usuário receber um e-mail com sua promoção, dentro um vídeo criativo apresentando seu produto e os links indo direto para o carrinho de compras.

Os principais provedores é programas de e-mail já estão lendo esse tipo de conteúdo que se trata do HTML 5.

www.sinalizeweb.com.br

domingo, 19 de maio de 2013

Google Adwords: Como utilizar e me beneficiar do método Cauda Longa (long tail)


Atualmente, o Google adwords é a principal ferramente de publicidade para Ecommerces de todos os tamanho, desde pequeninos até grandes Lojas Virtuais. Em termos de ROI, se bem utilizado, pode ser uma ferramente incrivelmente interessante e em termos de escalabilidade também se mostra como um gigante, basta analisar o volume imenso de pesquisas para entender melhor o universo Google Adwords.

Além dos anúncios do própio buscador, o Google também conta com a Rede de Display que também é outra gigante, possui uma infinidade de sites parceiros que podem exibir seus anúncios segmentados, com opção de Remarket e etc…

Google Adwords vale a pena?

Se bem usado, a resposta é sim.

Atualmente a ferramenta do Google Adwords é extremamente simples, qualquer pessoa pode anunciar facilmente dentro do Google Adwords e é exatamente ai que mora o perigo.
Muitas pessoas acabam errando na hora de anunciar e acabam rasgando dinheiro e/ou achando que os anúncios do Google Adwords não valem a pena.


Como minimizar esses problemas?

O método Long Tail ou Cauda Longa pode te ajudar e muito com esses pequenos problemas.



Com ele, você pode identificar nixos de mercados, que não são necessariamente os “best-sellers” do search, mas que podem set tão (ou mais) lucrativos. Se levarmos em consideração que o E-commerce está presente nos quatro cantos do país e não temos nenhuma barreira para comercialização, os nichos são uma opção totalmente viável.

Como trabalhar os nichos de mercado dentro do Google Adwords?

Para começar entenda o que são os nichos de mercado dentro das ferramentes de links patrocinados como o Google Adwords. As palavras devem ser organizadas e definidas com clareza. Por exemplo:

Vendemos Implantação de Ecommerce Prestashop para todo o Brasil. Portanto, já tenho um nicho definido, se em minha campanha de Google Adwords eu inserir a palavra “Ecommerce” e pago, por exemplo, R$3,00 por clique, posso conseguir um bom retorno em relação a novas visitas em minha página, mas quantos usuários que clicaram no meu anúncio estavam procurando a implantação de plataformas Prestashop? Talvez de 100, apenas 1 esteja realmente interessado. As pessoas podem buscar Ecommerce com o intuito de apenas aprender mais sobre o assunto ou podem estar procurando Ecommerce Grátis e assim por diante. A grande dica aqui é não utilizar palavras genéricas para pequenas campanhas, além de serem mais caras, podem trazer tráfego desqualificado para seu E-commerce.

Google Adwords

Investir em Publicidade no Google é essencial para seu Ecommerce, mas tenha foco e tente atingir seu e-consumidor da forma e no tempo certo! Lembre-se, só quem tem muito pode se dar ao luxo de gastar dinheiro atoa. Comprar palavras genéricas pode ser um grande desperdício quando o foco é só um, CONVERSÃO.


quarta-feira, 13 de março de 2013

Como ter destaque no e-commerce de nicho


Com dados sempre positivos, o e-commerce no Brasil está em forte amadurecimento, com média de 30% de crescimento a cada ano e, segundo o e-bit, com mais de nove milhões de pessoas passando a utilizar as lojas virtuais.

De tão instigante, pequenos e médios empreendedores têm apostado nesse negócio, embora, frente a grandes varejistas, destacar-se pareça ser um desafio. De fato, os desafios existem, porém a atuação em nichos de mercado pode ser o grande trunfo para quem está começando e a oportunidade ideal para sair à frente dos grandes players.

Para começar a pensar em ser a loja virtual top do seu público, é preciso empenho e dedicação, afinal estamos falando de segmentos e é preciso ser vasto nessa questão. Por isso, vá além do básico, conheça as reais necessidades dessa fração e não se limite ao mais usual; tenha produtos que outros lugares não teriam, buscando parceiros que possam contribuir para os negócios.

Outra sugestão relevante para o bom desempenho da loja na web é a logística. Esse elemento é um dos que mais atribuem prestígio ao varejista, seja ele grande ou pequeno, portanto é importante investir na infraestrutura, planejar e controlar todo o processo desde a compra até a entrega, fazendo com que essas informações sejam de fácil acesso do consumidor. Em qualquer área é preciso cumprir metas e prazos, e isso se torna ainda mais relevante quando se busca crescimento.

Aliás, nada de pensar que o mundo é pequeno. Quando se trata de internet, nada é pequeno ou efêmero. Ter um e-commerce especializado nesse universo é crucial, pois há muitos perfis de pessoas na rede que poderão encontrar sua loja em qualquer parte do mundo.

E se tratando de visualizações e visitações, é preciso construir a presença digital. Não pense que um simples site é suficiente, não adianta criar algo estático, sem identidade e interatividade. É preciso chamar atenção pelos pequenos detalhes, o que inclui o conteúdo, a gramática e a riqueza de informações sobre os produtos e operações do e-commerce. E, para quem pretende atender a outros países, é preciso empregar um segundo idioma no site.

Outro ponto que pode trazer prosperidade para a loja são os investimentos e empenhos na divulgação. É preciso conhecer os mecanismos de busca, SEO e planejar a atuação nas redes sociais. A interatividade é de extrema importância, conversar com seus consumidores é a oportunidade ideal para que seu e-commerce se propague e seja conhecido mesmo por aqueles que não pertencem ao público- alvo. Utilize a rede a seu favor, provoque engajamento, conheça as métricas do marketing e atenda seu público com exclusividade.

A fim de que essas etapas sejam cumpridas, o ideal é não investir somente em valores, mas, principalmente, em tempo, com o objetivo de que a loja se destaque pela perfeição ou busca dela. E quanto aos erros, sem dúvida, todo processo de aperfeiçoamento inclui alguns problemas, mas eles não devem se repetir, por isso atenção e cuidado são palavras-chaves.

Estar na internet não é barato. É necessário investir, é preciso ter metas, a pequeno, médio e longo prazo. Tendo todo o processo alinhado, o sucesso pairará sobre a sua loja virtual.

Então, esteja certo sobre seu modelo de negócio e, para se destacar, pense sempre em seus consumidores, pois eles são o topo de todo o seu trabalho e o foco de todas as estratégias.

fonte:e-commerce news