terça-feira, 28 de outubro de 2014

SEO ajudando o seu negócio

SEO ajudando o seu negócio 

Numa estratégia de conteúdos digital, os melhores conteúdos são tão essenciais como o SEO para garantir a qualidade e eficácia da sua comunicação – não chega ter o melhor artigo, é preciso que ele chegue até ao seu público-alvo. Se a sua empresa está a actuar em plataformas digitais assegure-se que domina o SEO ou, de outra forma, corre o risco de estar a falar sozinho. O objectivo do content marketing é criar os melhores conteúdos, que sejam ao mesmo tempo adaptados aos objectivos de marketing e também ao público-alvo a que se destinam. O objectivo do search engine optimization (SEO) é afinar os conteúdos por forma a que agradem ao motores de busca – isto é, criar conteúdos que permitam aos motores de busca encontrá-los mais facilmente e classificá-los, permitindo que as pessoas os encontrem.

O que é o SEO?


Porquê ser o primeiro no Google?

O Google tem muito controlo sobre o que os utilizadores conseguem visualizar nas suas pesquisas. A visibilidade na net é o ingrediente principal: só estando acessível é que o consumidor sabe que a sua empresa existe. Por isso, se conseguir conquistar uma boa posição no Google Search Ranking a sua empresa torna-se visível e permite que os consumidores cheguem até si, o que, na prática, se traduz na criação de um atalho gerador de tráfego para o site. Em resumo, se tem mais visitas, tem mais oportunidades de promover a sua marca, o que por sua vez aumenta as probabilidades de conversão, o objectivo último de qualquer estratégia de marketing. É nesta fase que o content marketing actua. Estruture correctamente o seu site e disponibilize regularmente conteúdos relevantes que satisfaçam as necessidades dos consumidores e os interesses do seu negócio. Estimule a permanência e o retorno dos utilizadores ao site.

Dicas de SEO



O que o seu site diz para o consumidor ?

O que o seu site diz para o consumidor ?

As marcas têm de captar a atenção dos potenciais clientes, consumidores activos de informação digital, e que estão permanentemente online. Bons orientadores para a presença online: conhecer o consumidor, perceber o seu comportamento antes, durante e depois do momento da compra, antever possíveis perguntas e interesses e dar respostas quando o cliente quer e onde quer que esteja. Se não ponderar tudo isto, outra empresa vai fazê-lo.
A forma como as pessoas tomam hoje decisões sobre a compra de novos serviços ou produtos mudou muito. A internet é a ferramenta responsável pela mudança. Está ao dispor de qualquer um e torna-nos detentores de um conhecimento antes impossível. Alarga a nossa capacidade de avaliação enquanto consumidores e torna a tarefa das marcas mais difícil, mas também mais aliciante.



O que faz um bom site ?


O site tem que estar sempre actualizado e tentar antecipar eventuais questões de quem o consulta, ou seja, todo o conteúdo tem que estar contextualizado e ser relevante. Um site desactualizado, que não espelha uma equipa empenhada em comunicar com o utilizador e uma marca atenta ao que a rodeia, transmite falta de compromisso e põe em risco a credibilidade da sua marca aos olhos do cliente. O conteúdo produzido tem de ir de encontro ao que é procurado, de maneira a garantir que o visitante se torna num potencial cliente e que este permanece envolvido com a marca a longo prazo. Manter um site apenas com informação institucional é desperdiçar um ponto de contacto importante: ao cliente pouco interessa a missão e valores de uma marca se isso não se traduzir num benefício imediato. A sua estratégia digital deve conseguir jogar com os interesses do seu target, sem nunca esquecer os interesses do seu negócio. O que está em causa hoje é chegar no momento certo em que o cliente procura informação, visto que este nem sempre se encontra no mesmo estágio ou nem sempre tem o mesmo perfil de compra.





Tendências de marketing para 2015


CRIe CONTEÚDOS RELEVANTES QUE CRIEM VALOR.

2 MICRO-TARGETING

AMPLIFICAÇÃO DE CONTEÚDOS

CRIe OS MELHORES CONTEÚDOS E AMPLIFlique A SUA DISTRIBUIÇÃO.

4 FEBRE DO MOBILE

SER RESPONSIVE, CRIe EXPERIÊNCIAS DIGITAIS MOBILE QUE CRIEM ENVOLVIMENTO.

5 FOCO NO UTILIZADOR

CRIe PRODUTOS ADAPTADOS AO UTILIZADOR A QUE SE DESTINAM. MEDIR, AVALIe, PESe, CORRIja. 


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Principais vantagens da internet

Principais vantagens da internet 

www.sinalizeweb.com.br

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Google vai construir cabo submarino, que ligara os EUA ao Brasil.

Google vai construir cabo submarino, que ligara os EUA ao Brasil.








www.sinalizeweb.com.br

Como os principais anunciantes usam a Rede de Pesquisa para a criação da marca

Como os principais anunciantes usam a Rede de Pesquisa para a criação da marca



Por exemplo, a Kleenex usou o comportamento de pesquisa para identificar e segmentar áreas do Reino Unido que sofriam com epidemias de gripes e resfriados. A empresa inicialmente lançou sua campanha Cold and Flu ("Gripes e resfriados") durante um dos meses de outubro mais quentes da história, e foi um fracasso. No ano seguinte, a equipe de marketing veio com a solução voltada à Rede de Pesquisa. Eles compraram palavras-chave como "febre e dor de cabeça" e uniram os cliques com os dados do governo. Assim, encontraram uma correlação estatística entre os dois e criaram uma ferramenta de planejamento em tempo real que revelava atividades relacionadas a gripes e resfriados. Assim, a Kleenex conseguiu identificar onde estava a necessidade e atendê-la. Eles também constataram 40% de aumento nas vendas como resultado.
A L'Oréal Paris, por exemplo, usou a Rede de Pesquisa para alcançar um vasto público-alvo que procurava informações sobre um novo estilo de cabelo popular. Em 2012, a L'Oréal Paris percebeu um pico nas pesquisas no Google para “ombre hair.” Naquela época, esse o tipo de tratamento para cabelos era caro e feito apenas em salões. A empresa percebeu o potencial de criar um produto para o mercado doméstico que atendesse à demanda, e desenvolveu um em apenas alguns meses. A L'Oréal Paris criou conteúdo no YouTube dedicado ao tópico e recebeu ampla cobertura da imprensa, o que ajudou a estabelecer o conhecimento da marca. E, é claro, era proprietária da pesquisa pelo termo. No final, as mesmas pessoas que alertaram a L'Oréal Paris sobre a tendência foram saudadas com anúncios da Rede de Pesquisa vinculados a um marketing útil, bem no momento de interesse.
A Intel usa a Rede de Pesquisa para engajar um público-alvo que procura respostas para um grande intervalo de tópicos tecnológicos. Ela anuncia usando uma ampla matriz de palavras-chave, de pesquisas de marca e de categoria até pesquisas de afinidade, como "o que significa big data". Em cada um desses tipos de pesquisa, a Intel direciona os membros do público-alvo para um conteúdo relevante e útil. No caso de "o que significa big data", o anúncio da Rede de Pesquisa da Intel vincula a informações e recursos que ajudam as empresas a entender e se beneficiar dessa tendência em crescimento. Assim, a Intel é posicionada como um "parceiro confiável em todo o mundo da computação", disse Corey Carrillo, gerente de pesquisa global e marketing online da Intel. A meta é que a marca Intel esteja sempre lá, e sempre tão relevante e útil quanto possível.



segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Baidu e sua super compra no mercado Brasileiro

www.sinalizeweb.com.br

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Mobile Marketing







Mobile Marketing:

http://youtu.be/hoJNM6Va0G0?list=UUMPZ14awtw_L37tL9p-f5BQwww.sinalizeweb.com.br

Trajetória do cliente nas compras on-line







quarta-feira, 8 de outubro de 2014

10 motivos para apostar em nichos

10 motivos para apostar em nichos














www.sinalizeweb.com.br

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Comportamento do consumidor no smartphone